quinta-feira, 23 de abril de 2009

Início da Caminhada...

 Cassia Eller - Por Enquanto


Este blog surge fomentado pelas inquietações dos alunos do curso de História da UVA (Universidade Estadual Vale do Acaraú), se propondo a criar um espaço para debate e socialização de temas relacionados ao fazer da História.
A idéia não é uma explanação da opinião dos grandes historiadores (não somente), num emaranhado de citações, que busquem apenas denotar a erudição de quem as pontuo. Pois de mais válida e produtiva é a opinião própria do sujeito, que embora pautando-se na obra destes pensadores, tem ponto de vista próprio. E é sobre estes pontos de vista que o blog quer estruturar-se.
Assim fica o convite a todos que se interessem pela história. Façamos deste espaço, um local onde as opiniões possam convergir e divergir, numa troca de expressões e experiências.

Que História é essa?
Vamos juntos tentar descobrir!

8 comentários:

Marcos Fábio 24 de abril de 2009 23:55  

"A busca incessante pela verdade. Essa é nossa grande utopia, pois sabemos que o aquilo que de fato existe são verdades, ou seja, algo que cada um de nós quer realmente acreditar. Ora construindo, ora desconstruindo discursos fazemos do prazer um trabalho, ou melhor, uma profissão. Somos o que podemos ser, sonhos que podemos ter, a coragem de lutar até o fim sem temer o desconhecido, resistindo e persistido, essa foi a válvula de escape, o moinho de vento, no qual defrontamo-nos com o imprevisível,o incomum, o improvável. Não aceitamos a manipulação de quais natureza, não nos curvamos sob quais quer circunstâncias, rejeitando permanências, temos este espaço para propor mudanças, remontar e desmistificar a história, pois fomos além do horizonte...Do nossos próprios horizontes...Se você se identificou venha ajudarmos a transformar tantos outros horizontes, pois não há fatos eternos assim como não existem verdades absolutas”...

Anônimo,  4 de maio de 2009 11:27  

Marc bloc disse que história é "a ciência do homem no transcurso do tempo", minha mâe disse que serve só para que eu me torne professora, meus vizinhos dizem que é para que me torne atéia, alguns alunos do ensino médio me disseram que é "um saco"... No entanto, o que talvez não chegue a ser levado em consideração (pelo menos para quem está em crise e fica se perguntando para que serve a história, ou não goste dela ou mesmo assuma que a mesma não tem utilidade nenhuma), posso afirmar que a história me encanta, gosto apenas de conhecer... Conhecer sobre "outros" em outras sociedades... Lamento por aqueles que buscam na história alguma coisa de prático que possa ser utilizado no dia-a dia, como se a história fosse a massa do bolo ou a dipirona da febre... História é para mim tudo aquilo que me remete a um espaço e experiências já vividas e que me diverte. Essa é minha alegria e passa tempo... Essa é a minha "válvula de escape, o moinho de vento"(como disse um grande amigo meu e filósofo que gosto muito) que tenho na minha vida... ELIANE...

Anônimo,  5 de maio de 2009 10:52  

"A busca incessante pela verdade"... Cá para nós...isso é um grande desafio! As definições serão inúmeras, serão incontáveis assim como as verdades da história também são. Vejamos. Não importa quem defini, de Febvre ou Bloc áquele vizinho chato, as assertivas muitas vezes não entrarão em acordo. E a história é continuamente reescrita,já diria Carlos Augusto ou qualquer outro históriador. Nós mesmos, ora!!! Qualquer resposta virá repleta de subjetividades, e na escrita da nossa deusa do tempo não será por toda diferente. Aquilo que é verdade para mim pode não ser para um outro meu colega. Imagine então se eu e ele estivéssemos distantes no tempo... Aí a coisa fica preta. Sempre virá novos métodos, novas técnicas, novos sujeitos, novos historiadores, novas opniões, novos conceitos... Tudo isso faz com que repensemos o que já foi escrito, contanto que não caiamos naquela armadilha chamada presentismo. Então chegamos a conclusão de que "não há fatos eternos assim como não existem verdades absolutas..."..........ELIANE

frasle,  5 de maio de 2009 18:15  

É galera derepente pensei que a gente passaria em branco na facul mas começo a ver importancia de nossas leituras, de nossas discussões e agora as idéias que estamos pondo em prática, fazendo história de alguma forma, pode até ser que ela seja tudo ou pode ser que seja nada, mas se for tudo faremos o tudo e estaremos no tudo de alguma forma se for nada faremos tb um nada mas faremos alguma coisa, pode ser que não sejamos os melhores, mas seremos criativos, socializaremos o assunto erudito convidaremos e daremos oportunidade a outros assim como nós que damos a história um valor imensuravel, de exporem suas opiniões e criticas, desconstruiremos e construiremos conhecimento, acredito numa mudança e penso estarmos no começo de um caminho longo a ser seguido,e aí vamos juntos?Já tá mais do que na hora de ousarmos.............

Anônimo,  6 de maio de 2009 11:03  

Beleza da rosa, o blog de vocês. É isso aí que queremos enquanto professores - provocar a inquietação e, dela surgirem grandes idéias e criatividades que possam contribuir para a compreensão da ciência histórica. Deste modo, parabenizo o grupo que reelaborou nossas aulas, às vezes chatas, às vezes prenhes de sentidos. Lembrem-se, o importante é não deixar a "coceirinha" acabar. Tem que ser igual a do macaco, que não acaba nunca e faz dele um animal ativo, serelepe, traquinas e. às vezes até "imoral". Imoral é o novo! Vida longa ao "Passáro de Minerva" e que se possa alçar outros voos e descobrimos novos passáros.
Carlos Augusto

Edilberto 7 de maio de 2009 01:04  

Início de uma caminhada ou um primeiro vôo?!

Como bem afirma o sábio Lao Tsé: "Toda grande jornada começa com o primeiro passo."
Assim a atitude primeira foi tomada, o Pássaro de Minerva, já alçou vôo, e do alto busca ampliar sua visão. Através da reflexão e do debate, ver além das idéias pré-concebidas e das opiniões formadas, sempre atento à vertigem gerada nos vôos mais altos, na busca pelo conhecimento.
Desta forma convidamos a todos que queiram voar para além das cômodas certezas, e buscar um novo horizonte; para que nos acompanhe nesta empreitada, munidos de inquietações e perguntas, vislumbrando no debate e na troca de idéias, uma forma de engrandecimento mútuo.
"Que história é essa?!"
Vamos juntos tentar descobrir!

Anônimo,  8 de maio de 2009 09:56  

Enfim, os estudantes de História do CCH e futuros historiadores terão um canal onde poderão expressar as suas idéias e inquietaçoes a respeito do conhecimento histórico.As postagens refletem o que estes estudantes pensam sobre o curso, sobre a produção historiográfica que está ao nosso alcance, sobre teoria histórica,sobre a difícil missão do professor de História,etc.Enfim, é um canal midiático(muito popular entre a juventude,importante que se frise isso) feito por estudante de História do CCH(e futuramente poderá dialogar com outros cursos afins e de outros centros)para estudantes de História.Estão de parabéns os idealizadores do blog.Espero que esta idéia renda bons frutos para o nosso curso.
Francisco Antonio Brito

Fernando 8 de maio de 2009 16:20  

Bem, falar o quanto eu gosto da História é fácil, difícil e compreender alguns questionamentos, mas isso não me abate, pelo contrário me fortifica, a estudar cada vez e buscar assim o entendimento para estes.
Afinal todos temos duvidas quanto à história, “né” não?!
Com o Pássaro de Minerva voando, e alto, espero que este espaço venha ajudar a responder alguma das minhas, e por que não dizer nossas indagações sobre a História!
Vieram me perguntar se idéia do blog era trabalho, e não foram poucas essas pessoas, e pra essas pessoas fica aqui a resposta: “Né, trabalho não!!!”, pelo contrário, acho que isso posso falar por todos idealizadores deste blog que é muito prazeroso debater a História e este espaço foi criado para quem sente duvida assim como a gente! Bem é isso!
Que a musa Clio nos guie rumo ao desconhecido!

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.